Publicado em: 09/11/2020 16h11 – Atualizado em: 23/08/2021 14h27

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA OU EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA

LEMBRE-SE:

Qual a forma correta

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA OU EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA?

No emprego da locução a distância, não é aconselhável usar a crase quando não houver ambiguidade no discurso. Assim:
“Esta modalidade educacional será a distância.”
“Em tempos de pandemia, em que o isolamento social é a regra, vem aumentando a procura pela educação a distância.”

Quando falamos em ambiguidade, referimo-nos, por exemplo, a construções como estas:
“Será preciso estudar a distância.”
Aqui, distância é objeto direto de estudar, por isso, não se usa a crase.  Será preciso estudar a distância, ou seja, o espaço entre dois pontos.

“Será preciso estudar à distância.”
Nesse caso, à distância é uma locução adverbial. A crase serve para que fique clara a ideia expressa, evitando a ambiguidade. Será preciso estudar em casa, longe de outras pessoas.

Vejamos outro exemplo:
“Vamos todos contestar a distância.”
Aqui não se usa a crase, pois distância é objeto direto de contestar.

“Vamos todos contestar à distância.”
Aqui, a crase confere clareza à ideia de que vamos contestar um afastado do outro.

Não se deve confundir a locução adverbial a distância com a locução prepositiva à distância de. Neste caso, devemos observar que sempre haverá um complemento especificando a extensão da distância. Por isso, é obrigatório o uso da crase.
“Aquela atriz vive dando chiliques. Até mesmo seus fãs mais ardorosos aconselham a todos que fiquem à distância de uns 5 metros dela, por questões de segurança.”
“As testemunhas não ajudaram muito na elucidação do caso, pois elas alegam que estavam à distância de 50 metros do local onde ocorreu o crime.”
Observe que, nos dois exemplos, a distância está especificada. Por isso, o uso da crase é obrigatório.