Publicado em: 17/09/2020 11h50 – Atualizado em: 23/08/2021 14h27

Parônimos: alguns exemplos (I)

LEMBRE-SE:

Para não confundir

PARÔNIMOS: ALGUNS EXEMPLOS

Recordando, parônimos são palavras com pronúncia e grafia muito parecidas, mas com significados diferentes. Veja os exemplos a seguir.

ARESTO: caso jurídico julgado; decisão judicial irreformável tomada pelos
                 
tribunais superiores.

                  “A determinação do cumprimento imediato do aresto atendeu à expectativa daqueles que clamavam por justiça.”

ARRESTO: apreensão judicial de bens de devedores para garantir futura
                   
cobrança de dívida; embargo.

                   “Todos foram surpreendidos com o arresto bilionário de bens daquele famoso empresário.”

Ambas as palavras se pronunciam com o e aberto (é), sendo o r de aresto pronunciado como em caro e os rr de arresto como em carro.

DESCRIMINAR: inocentar; não tratar como crime.

                           Existe outra forma variante de DESCRIMINAR, que é o termo
                          
DESCRIMINALIZAR.

                          Descriminar/Descriminalizar o aborto é uma polêmica antiga e uma luta de décadas das organizações feministas no Brasil.”                         

DISCRIMINAR: distinguir; discernir; tratar de maneira diferente; separar.

                          Discriminar uma pessoa por preconceito de raça, cor, etnia, ou procedência nacional é crime que deve ser punido na da lei.”

EMENTA: síntese do conteúdo previsto em determinada lei, normalmente
               
   descrita no preâmbulo do texto; resumo ou sinopse de determinado
                   tema.

                   “Decidi inscrever-me no curso depois de ler a ementa das disciplinas no programa.”

EMENDA: correção; acréscimo de algo.

                  “Em três décadas de vigência, a Constituição Brasileira já recebeu 116 emendas.”

Como se pode observar nesses exemplos, usamos frequentemente termos parônimos, no entanto,nem sempre percebemos que detalhes ortográficos sutis e nossa desatenção podem nos levar a expressar ideias equivocadas. Por isso, rever os pares de termos parônimos ajuda bastante a pensarmos melhor sobre eles e, por que não, a ficarmos mais atentos ao seu uso.