Publicado em: 17/07/2020 18h12 – Atualizado em: 23/08/2021 14h27

Porque / Porquê

LEMBRE-SE:

Quando usar

                                                 PORQUE / PORQUÊ

 “Porque”

1)     Em respostas a perguntas, para indicar a causa, o motivo, a justificativa ou explicação de algo. Nesse caso, “porque” tem a função de conjunção causal ou explicativa e pode ser substituído por “pois”, “já que” ou “uma vez que”.

“Não fui encontrá-lo porque tive um imprevisto.” (porque = pois)

“Ela desistiu de comprar sapatos de presente para seu marido porque ele mesmo tinha acabado de adquirir dois pares.” (porque = já que)

“Desisti de oferecer-lhe ajuda porque ela insistiu em dizer que não precisava.” (porque = uma vez que)

2)     Com o sentido de “para que”

       “Implorava porque deixássemos de lado as desavenças.” (porque = para
        que
)

        “Invocava porque seus dados cadastrais fossem revistos.” (porque = para
        que
)

3)     Em orações em que se pergunta algo e já se propõe uma resposta, que geralmente é ´sim´ ou ´não´.”

“Você não aceitou o convite porque já tinha assumido outro compromisso?”

“Elisa cancelou a consulta. Será porque ficou receosa de sair em tempos de pandemia?”

      Assim, observamos que “porque” juntopode ser usado mesmo em frases
      interrogativas, e não apenas em frases afirmativas.

“Porquê”

Usado na função de substantivo, precedido de artigo definido ou indefinido, “porquê” tem o significado de “motivo”, “causa”, “razão”.

“Não entendo o porquê de tanta desatenção.”

“Qual é o porquê dessa euforia?”