Publicado em: 23/07/2020 19h42 – Atualizado em: 23/08/2021 14h27

Uso de “TER” no sentido de “HAVER”

LEMBRE-SE:

Uso de “TER” no sentido de “HAVER”

Como sabemos, o verbo “haver”, quando tem o sentido de “existir”, “acontecer”, “realizar-se”, “fazer” (em orações temporais), é impessoal. Por isso, sempre deve ficar na 3.a pessoa do singular.

poucos países no mundo que conseguem garantir um excelente padrão de vida para toda a população.” (= existem)

“Esta semana houve grandes manifestações em São Paulo.” (houve = aconteceram)

“Para decidir sobre esses pontos polêmicos, haverá duas reuniões na Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça.” (haverá = serão realizadas)

muitos anos não se viam protestos tão frequentes como agora.” (= faz)

Nessa frase, observamos o sentido temporal, pois há a ideia de tempo transcorrido, passado. Por isso, cabe o uso do verbo “fazer”.

Quando o verbo “ter” atua como um substituto do verbo “haver”, ele também deve ser empregado na 3.a pessoa do singular, pois se trata de uso impessoal. Apesar de ser um uso informal, não é menos válido, pois é comumente encontrado até mesmo em textos mais formais, como os da grande imprensa, por exemplo. Assim, podemos empregar o verbo “ter” nos mesmos exemplos acima mencionados. Em todos os casos, devemos mantê-lo no singular.

Tem poucos países no mundo que conseguem garantir um excelente padrão de vida para toda a população.”

“Esta semana teve grandes manifestações em São Paulo.”

“Para decidir sobre esses pontos polêmicos, terá duas reuniões na Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça.”

Tem muitos anos que não se viam protestos tão frequentes como agora.”