Publicado em: 17/07/2020 17h12 – Atualizado em: 23/08/2021 14h27

Vírgula com a conjunção "e"

LEMBRE-SE:

Quando usar

VÍRGULA COM A CONJUNÇÃO “E”

Usa-se vírgula antes de “e” em períodos nos quais essa conjunção liga orações com sujeitos diferentes.

“Uma mão lava a outra, e a corrupção suja as duas.”
“A pesquisa confirmou a hipótese aventada pelos alunos, e o professor deu seu aval para a continuidade do trabalho.”

Nos dois exemplos acima, temos o uso do “e” como conjunção aditiva.

Também se usa vírgula quando o “e” equivale a “mas”. No caso, trata-se de uma conjunção adversativa (e não aditiva, como é mais comum no emprego do “e”).

“O soldado estava ferido, e continuou lutando.” (= “mas continuou lutando”)

 “O candidato fez inúmeras promessas, e não cumpriu nenhuma.” (= mas não cumpriu nenhuma)

Quando, entre dois sujeitos diferentes, vier um termo ou uma expressão intercalada precedendo o “e”, este deve ser antecedido por vírgula.

“A moça, muito alta, e o rapaz, quase um anão, formavam um casal que chamava a atenção.”

“O campo, repleto de flores, e o céu, quase plúmbeo, criavam um contraste que dava à paisagem um aspecto de pintura.”

“Muito alta” e “repleto de flores”, seguidos de vírgula antecedendo a conjunção “e”, nos exemplos acima, são predicativos que devem ser grafados entre vírgulas.

Também registramos o emprego da vírgula antes do “e” separando orações coordenadas iniciadas pela conjunção no mesmo período.

E chorava, e tremia, e corria de um lado para o outro, tão transtornada ficou com a notícia.”

E falava, e ouvia, e escrevia, participando ativamente da reunião.”

Vale lembrar que o “e” geralmente nãodeve ser precedido de vírgula quando conecta duas orações com o mesmo sujeito ou quando conclui uma enumeração, dentro de uma mesma oração.

“Sílvia chegou ao cartório e logo foi atendida.”

“Sara tem aptidão para aprender idiomas. Sabe falar espanhol, japonês, russo e alemão.”

Aqui cabe ressaltar:

1)     A vírgula antes do “e” pode aparecer nos casos em que o sujeito das duas orações é o mesmo. Trata-se de um recurso estilístico de ênfase.

“Passeamos pouco pela manhã, e ainda menos à tarde, pelo mau tempo que fazia.”

“Eles estava tão intransigente, e muito mais ficaria, se o amigo não chegasse para demovê-lo daquela ideia.”

2)     Se a conjunção “e” vier repetida numa sequência de enumerações dentro de uma mesma oração, ela deverá ser precedida de vírgula.

“Durante a procissão fomos avistando os peregrinos, e os párocos, e as imagens de santos.”

“O desfile coloriu a passarela com pierrôs, e arlequins, e colombinas