Publicado em: 06/10/2017 14h57 – Atualizado em: 16/08/2019 15h38

PJe - Processo Judicial Eletrônico

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO GANHA NOVA VERSÃO E FUNCIONALIDADES

 

Versão 2.1 estará disponível a partir de 19 de agosto

O Tribunal Regional Federal da 3.ª Região, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça disponibiliza, a partir do dia 19 de agosto, a versão 2.1 do Processo Judicial Eletrônico (PJe). A atualização do sistema incorpora nova arquitetura e aprimora diversas funcionalidades, como o editor de textos, o Painel do Magistrado e manipulação de documentos em lote.

A nova versão melhora a visibilidade. O painel do usuário será mais limpo e fácil de operar. As informações serão apresentadas na tela com layout mais enxuto e intuitivo.

Outra inovação é a permissão para assinatura mobile, que permite aos magistrados editar e assinar documentos pelo celular.

Para processos cíveis e previdenciários, o PJe 2.1 contará ainda com um novo editor de textos que inclui corretor ortográfico e consulta de jurisprudência sem sair do sistema.

O painel da sessão de julgamento também ficará mais agradável, facilitando a operação do sistema e o fluxo de julgamentos. 

O Desembargador Federal Paulo Sérgio Domingues é o Coordenador do Comitê-Gestor Regional do PJe e Representante da 3.ª Região no Comitê Gestor do PJe no Conselho da Justiça Federal (CJF). Para o Magistrado, “o sistema está em evolução constante. Esta nova versão traz muitas novidades, mas em breve virão outras, como novos módulos de audiências, expedição de precatórios e RPVs e gerenciamento de perícias”.

A implantação do PJe em todos os Tribunais do país é uma política pública do Poder Judiciário. Está prevista na Resolução CNJ n.º 185 e atende aos princípios constitucionais de economicidade, publicidade e eficiência.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3