Publicado em: 06/05/2021 12h57 – Atualizado em: 06/05/2021 17h44

Concordância nominal (II)

LEMBRE-SE:

CONCORDÂNCIA NOMINAL (II)

Vamos, aqui, abrir parênteses para abordar o plural de adjetivos compostos. Esse é um caso de concordância que apresenta peculiaridades que valem a pena ser destacadas, para evitar erros. Vejamos.
1)  Embora haja exceções, os adjetivos compostos normalmente são separados por hífen. Se os dois elementos forem adjetivos, somente o último vai para o plural, mantendo a concordância em gênero com o substantivo a que se refere.

cabelos castanho-claros- disputas anglo-germânicas - estudos político-sociais- folhas verde-escuras- lembranças doce-amargas- tratados luso-sino-americanos

Há exceções a essa regra:

surdo-mudo - surdos-mudos / surda-muda -surdas-mudas
Observe que os dois elementos flexionam em gênero e número.

As cores azul-marinho e azul-celestesão invariáveis: vestidosazul-marinho -casacosazul-celeste.

2) Se o adjetivo for composto de um termo invariável mais um adjetivo, somente este último irá para o plural.  

bebês recém-nascidos - crianças bem-dotadas- equipamentos malcuidados- esforços sobre-humanos -povos semiletrados- raiosinfravermelhos

3) Quando um dos elementos é um substantivo, o adjetivo composto é invariável.

blusas amarelo-canário- capas azul-turquesa- meias vermelho-sangue  - olhos verde-mar -paredes amarelo-palha - vestidos rosa-claro

Nesses casos, subentende-se a expressão “da cor de”: luvas verde-esmeralda – luvas da cor verde-esmeralda.

4) São invariáveis as locuções adjetivas compostas por “cor + de + substantivo”.

almofadas cor de abóbora - cabelos cor de ouro - lábios cor de carmim - portas cor detabaco - sapatos cor de marfim - ternos cor de trigo

Vejamos agoradois casos específicos envolvendo adjetivos.

5) Sempre que dois ou mais adjetivos se referem a um mesmo substantivo determinado por artigo, são possíveis duas construções.
“Ele estuda as línguas alemã e russa.”

“Ele estuda a língua alemã e a russa.”
Os dedos polegar e anelar daquele menino estão deformados.”
O dedo polegar e o anelar daquele menino estão deformados.”

6) Adjetivos regidos pela preposição de, que se relacionam a pronomes neutros indefinidos (“nada”, “muito”, “algo”, “tanto”, etc.), geralmente são flexionados no masculino singular.
“A existência daquela atriz não tem nada de grandioso.”

“Aquelas dançarinas têm algo de sedutor.”

No entanto, por atração, também se aceita a concordância com o substantivo, sujeito da oração.

“As casas daquela vila nada têm de charmosas, são bem feias até.”

Cícera tinha tanto de autoritária e mesquinha, quanto de teimosa.”

Esses sãomais alguns casos de concordância nominal que vale a pena observar. A lista é grande e não termina por aqui. Veremos outros casos nas próximas publicações.